WhatsApp
x
  • Olá, o que deseja buscar?

Artigos atualize-se e recomende!

PGBL e a possibilidade de redução do Imposto de Renda 21/12/2020

    O Regime de Previdência Complementar é responsável por assegurar uma renda extra às pessoas que não querem depender inteiramente dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social, seja por conta da crise do sistema previdenciário em razão do método de repartição simples adotado para a distribuição dos valores ou por conta dos valores possuírem um teto, independentemente de qual é o argumento a previdência privada é ideal para aquelas pessoas que desejam criar um investimento a longo prazo, sendo possível observar a presença de diversos benefícios no negócio jurídico e fiscal celebrado.

            O planejamento tributário encontrado para aquelas pessoas que buscam pela previdência privada é fundamental para assegurar uma economia e um retorno financeiro saudável para o investidor, visto que os planos de previdência privada da modalidade PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) possibilita para quem faz a declaração completa do Imposto de Renda  (IR), um adiamento de até 12% da renda bruta mensal para a base de cálculo, ou seja, os investidores têm a clareza de pagar menos imposto atualmente, para que consigam investir e realizar o pagamento concreto somente no longo prazo, tratando-se de uma economia e otimização das finanças pessoais.

            Para que o benefício fiscal seja aplicado da maneira adequada, é necessário que o investidor da previdência privada fique atento em relação aos prazos, visto que de acordo com cada contrato celebrado com a instituição financeira responsável pelo PGBL, haverá o limite de prazo para que haja a vantagem fiscal no ano subsequente.

            Como mencionado anteriormente, o PGBL possui o benefício fiscal de diferimento de 12% da renda bruta mensal para a base de cálculo do Imposto de Renda, ou seja, caso a renda bruta seja equivalente a R$ 200 mil, com o aporte de 12% (R$ 24 mil), fará com que a pessoa tenha uma base de cálculo que incidirá o imposto sobre R$ 176 mil e por se tratar de um adiamento do imposto, ele só será pago sobre o valor total acumulado no resgate do investimento, que poderá ser feito de forma total ou parcial.

            Diante disso, se destaca que o modelo PGBL é essencial para os investidores que declaram o IR pelo formulário completo, visto que a incidência do imposto se dará pelo valor total acumulado e o investidor poderá solicitar o diferimento de 12%.

            Portanto, o PGBL traz uma ótima oportunidade às pessoas que desejam assegurar uma renda complementar adicional em relação aos benefícios pagos pela Previdência Social, de forma que possuam uma vantagem fiscal aplicada de 12% da renda bruta mensal para a base de cálculo do IR, além de possuir a opção de fazer o resgate total ou em parcelas no final do investimento.

Gostaria de saber mais informações e ter acesso a conteúdos novos toda semana? Acesse minhas redes sociais (SiteLinkedIn e Instagram) e entre em contato.

Nós usaremos cookies para melhorar e personalizar sua experiência.